Física Ótica para Alunos

EXPERIMENTOS TRADUZEM FÍSICA ÓTICA PARA ALUNOS DA EE PROFª ETELVINA

Em novembro, o grupo de fotógrafos do Cidade Invertida transformou a sede da Educação em Parceria em um circuito ótico por onde transitaram 120 alunos do Ensino Médio da EE Profª Etelvina de Góes Marcucci, de Paraisópolis.

O projeto surgiu do desejo do professor de física William Ulisses da Silva de que os alunos do 2o ano do Ensino Médio vivessem experiências de física ótica, como estabelece o currículo do Estado. Sem estrutura na escola para realizá-las, o professor buscou a Educação em Parceria, que fez a ponte com o Cidade Invertida e cedeu os recursos e o local para a realização da atividade, com autorização da escola e da Diretoria de Ensino.

Cada grupo de alunos viveu uma experiência de três horas no circuito, que envolvia jogos visuais, aparatos óticos, a construção de uma luneta e culminava com a vivência na câmara escura, instalada no trailer do projeto, com direito à revelação das fotos que eles mesmos tiraram com câmeras Pinhole.

Dessa forma lúdica e participativa, a Física Ótica se tornou um tema bem mais fácil de entender e perceber. Para o próximo ano, o Prof. William e a Educação em Parceria estudam como ampliar o projeto de vivência de conteúdos-chave da Física para todas as turmas do Ensino Médio da escola.